quinta-feira, 5 de agosto de 2010

O compromisso de investir no transporte coletivo





13/5/2010
Jornal de Santa Catarina (SC)

No primeiro debate sobre os desafios de Blumenau nos próximos anos, um compromisso foi firmado para reduzir o caos no trânsito: implantar os corredores exclusivos para ônibus e consolidar o uso do transporte coletivo. A medida foi consenso entre os especialistas que participaram da discussão organizada ontem à noite pelo Grupo RBS. Mais de 250 pessoas acompanharam o debate promovido no auditório Willy Sievert, no Teatro Carlos Gomes. O evento faz parte do ciclo de debates que o Santa, a RBS TV e a Atlântida FM promovem para comemorar os 160 anos de Blumenau.

O compromisso prioritário firmado pelo poder público é a completa implantação dos corredores exclusivos para ônibus. A primeira etapa das obras começa nesta semana na Rua 7 de Setembro. Outras seis vias também terão a pista preferencial.

Especialista em transporte público e assessor técnico da Urbanização de Curitiba (Urbs), André Fialho foi o palestrante. Destinou duas soluções imediatas para Blumenau: investir na popularização do transporte coletivo e, consequentemente, no barateamento do custo das passagens.

Usou como exemplo a implantação dos corredores em Curitiba, que começou na década de 1970 e hoje, com cerca de 2 milhões de habitantes, já enfrenta novos problemas e força a busca por alternativas. O problema é o mesmo enfrentado em Blumenau, que conta com um veículo para cada 1,5 habitante. A massiva aquisição de veículos individuais, estimulada pela redução de impostos, lotou as ruas antes mesmo de os municípios se planejarem para reduzir o impacto.

- Investir na infraestrutura de ruas é importante. Mas se canalizar apenas ao automóvel haverá continuidade do problema, e não solução. Se as pessoas não migrarem para o transporte público, não há solução para a mobilidade - garante Fialho.

O incentivo do poder público subsidiando parte da passagem também é uma solução a ser planejada para atrair mais usuários ao transporte coletivo. Mas a solução para o caos no trânsito passa pelo comprometimento da comunidade:

- As pessoas dizem que em Blumenau não há espaço nas ruas o suficiente para destinar só aos ônibus. Mas deve-se pensar diferente. Dando espaço para o ônibus, ela anda mais rápido, há necessidade de menos veículos para fazer o mesmo trajeto e a passagem barateia. No final, atrai mais passageiros que deixam de pôr os carros nas ruas - acredita o especialista.