domingo, 31 de julho de 2011

Prefeitura de Florianópolis apresenta proposta de ônibus rápido

30/07/2011 - ND Online

Prefeitura de Florianópolis apresenta proposta de ônibus rápido

Estão projetados três eixos integrados ao sistema de transporte coletivo atual

Danilo Duarte
@Duarte_ND
FLORIANÓPOLIS
Rosane Lima/ND

Proposta é de ônibus articulado circulando por eixos que integram Centro, UFSC, Sul da Ilha e Continente
 
O projeto Via Rápida – versão local para o conceito de BRT (Bus Rapid Transit) – para Florianópolis será lançado hoje. A proposta da prefeitura é a criação de três novos eixos e que o novo sistema seja mesclado ao atual transporte coletivo, mas com diminuição do fluxo de ônibus na região central da cidade. O modelo, criado em Curitiba, no Paraná, já é adotado em 130 países.

Segundo o vice-prefeito e secretário de Transportes, João Batista Nunes, a intenção é que o projeto-base esteja concluído em seis meses a partir da contratação de uma empresa responsável pelo estudo. “A partir do momento em que o prefeito nos autorizar [o que ocorrerá hoje], vamos iniciar o processo”, adianta.

Todo o projeto de Via Rápida será interligado ao sistema de transporte coletivo, cuja licitação para novos períodos de concessão deve ser publicada no próximo ano. Pela proposta preliminar, serão criados três eixos de BRT, interligando o Centro com o Continente, o Aeroporto Hercílio Luz e a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Os traçados ainda não estão definidos, o que deve ser feito no detalhamento do projeto-base a partir da contratação de uma empresa especificamente para esta finalidade. Os itinerários serão cumpridos por veículos articulados, cuja capacidade de transporte é o dobro em relação aos ônibus convencionais.

Com isto, as linhas que seguem para estes destinos podem ser revistas. “É provável que o Terminal de Integração da Trindade, por exemplo, seja repensado, em função do eixo com a universidade”, aponta Nunes.

O uso do terminal do Centro também deve ser revisto, já que deixará de receber algumas linhas e precisará ser adequado às linhas da Via Rápida e, inclusive, ser o terminal de partida para os três eixos do BRT.

Com a implantação dos ônibus-rápido, uma pista central da avenida Beira-Mar Norte deve ser reservada para a circulação dos veículos no eixo Centro-UFSC. Nas outras duas ligações, a possibilidade mais viável seria a implantação de rotas circulares.

Com a elaboração do projeto-base, o passo inicial está dado, mas o secretário reconhece que a implantação do novo sistema ainda deve demorar. “Este é um processo complexo em que não podemos errar, por isso tenho consciência que as obras devem começar apenas durante o mandato do novo prefeito”, esclarece.

Por onde passariam os ônibus do Via Rápida

Centro-Continente: Uma pista lateral em cada sentido, que já são preferenciais para ônibus, seriam utilizadas pelos ônibus articulados. Traçado a partir da ponte não está definido.

Centro-UFSC: Partindo do Ticen e passando pela Beira-Mar Norte, seguiria pela avenida Henrique da Silva Fontes, contornando o Hospital Universitário e retornando pelo mesmo trajeto.

Centro-Aeroporto: seguindo pela Via Expressa Sul, passaria pela avenida Diomício Freitas e retornando até o acesso a SC-405 e direção ao trevo do Campeche, de onde retornaria pela Via    

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Criciúma compra 19 ônibus da Scania
QUA, 20 DE JULHO DE 2011 11:05 ESCRITO POR REDAÇÃO WEBTRANSPO - FOTO: DIVULGAÇÃO 0 COMENTÁRIOS

Novo lote vai atender principal corredor urbano

Modelos têm capacidade para 33 pessoas sentadas

A frota que atende o transporte coletivo urbano da cidade de Criciúma (SC) será acrescida de 19 unidades do ônibus K230 4x2 fabricados pela Scania. Os modelos estão equipados com motores movidos a diesel de nove litros, capazes de gerar 230 cavalos de potência.

Os ônibus serão utilizados no corredor “troncal”, que conta com oito quilômetros de extensão. Os veículos possuem 13,40 metros de comprimento, com capacidade para 33 passageiros sentados, na configuração idealizada para a cidade.

De acordo com a Scania, as unidades são equipadas com transmissão automática, suspensão pneumática, freio eletrônico EBS, ABS e controle de tração. Além de ser um dos mais sofisticados do mercado, o ônibus oferece a melhor ergonomia ao condutor, reduzindo o cansaço operacional.

“A venda das 19 unidades para a cidade de Criciúma é resultado do trabalho intenso realizado pela Scania para oferecer produtos em mobilidade urbana de acordo com a demanda do cliente”, afirma Wilson Pereira, gerente executivo de vendas de ônibus da Scania do Brasil.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Ônibus do sistema Via Rápida está em teste em Florianópolis, mas sem passageiros
terça-feira, 5 de julho de 2011




Enquanto a implantação do sistema BRT (da sigla em inglês Trânsito Rápido de Ônibus) em Florianópolis não sai do papel, o ônibus do projeto Via Rápida circula vazio pela cidade apenas para demonstração. Desde sexta-feira, o veículo testa as vias e terminais da Capital. Nesta segunda-feira, ficou por algumas horas no Tican, em Canasvieiras.

Como o ônibus não tem autorização para circular com passageiros, só foi possível entrar para conhecer a estrutura interna. Em quatro dias de testes, o secretário de Transportes, João Batista Nunes, garante que não haverá problemas de mobilidade do veículo para circular pelas ruas da Capital.

Ele pretende apresentar o projeto nas empresas de transporte coletivo que atuam na Grande Florianópolis e negociar a troca dos ônibus atuais pelo modelo BRT, antes mesmo da implantação do sistema completo. Desta forma, o ônibus circularia nas mesma vias que os outros veículos, sem os corredores exclusivos. A vantagem de implantar já o modelo, seria apenas a agilidade para entrar e sair do veículo, que não tem catraca, segundo o secretário:

— A cobrança é feita na saída do passageiro e o ganho no tempo de transporte é de 15 minutos.

No projeto original, apresentado no Seminário de Mobilidade Urbana na Capital, em 30 de junho, o BRT seria implantado em três linhas que partiriam do Centro para o Continente, UFSC e Aeroporto Hercílio Luz.

No entanto, o estudo de viabilidade econômica e ambiental do sistema da Via Rápida será feito em apenas um: Centro-UFSC. O edital para contratação da empresa que fará o projeto de engenharia deve ser lançado em 60 dias. O projeto vai apontar todas as alterações que serão necessárias na Capital para a plena circulação dos ônibus, como adaptação de semáforos, entrada e saída dos terminais e das paradas e ônibus.

— Nesse projeto não nos cabe mais errar, por isso não há pressa. Nossa perspectiva é implantá-lo em 2012 — afirma Nunes.

Novidade despertou a curiosidade

A demonstração do BRT, nesta segunda-feira, no Ticen, despertou a curiosidade nos usuários. O garoto Neuri Rocha de Lima, de nove anos, foi atraído pelo espaço para bicicletas.

— Achei muito legal, porque nos outros ônibus não dá para levar esse tipo de coisa — apontou.

A mãe dele, Isaura Vieira da Rocha Lima, também aprovou o modelo, especialmente dos assentos 'mais confortáveis'. A família, que mora no Bairro Vargem Grande e depende exclusivamente do transporte público para locomoção, espera que os veículos estejam disponíveis em breve.

Mas, pelo menos nos próximos dois anos, o BRT vai continuar apenas no imaginário de quem anda de ônibus em Florianópolis. O carro tem capacidade para transportar 150 pessoas - 69 sentadas - local para cadeirantes e para bicicletas.